Home Competições World Cosplay Summit WCS 2009 - Elena e Marco, representantes da Itália

WCS 2009 - Elena e Marco, representantes da Itália

E-mail Print PDF
There are no translations available.

Elena D'ambrosio e Marco Battistini foram escolhidos para representar a Itália no WCS 2009 durante o evento Romics, na capital Roma. Leia a entrevista com a dupla e saiba como os italianos encaram uma seletiva para o World Cosplay Summit.

Veja na página 2 mais fotos da dupla italiana.

Cosplayers.net: Para começar, vocês poderiam se apresentar e nos contar um pouco sobre vocês, seus interesses e ocupações?

Elena: Eu me apresento primeiro! Eu sou "a que usa saias" no Cosplay4Life [site da dupla]! Olá a todos, eu sou a Elena! Normalmente eu trabalho em um pequeno escritório mas... aos domingos eu me torno outra pessoa... eu me torno... Sailor Moon! Não, é brincadeira! OK, agora é sério. Tenho vários interesses, começando com anime e mangá e passando por desenhar e colecionar action figures (especialmente de Final Fantasy, meu game favorito. Eu tenho até actions figures do Squall autografadas pelo Uematsu [Nobuo, compositor de vários temas musicais da série Final Fantasy]!) Também gosto de filmes de terror e video-games, mas acima de tudo eu sou muito feliz por poder dizer que "sou uma cosplayer"!

Marco: Olá pessoal! Eu sou "o que usa calças"... na maior parte do tempo, mas em casa eu só uso calcinha! Sou pesquisador de terras mas acima de tudo sou o namorado da Elena! Meu nome é Marco e minhas paixões são os video-games, eu os coleciono desde que meus pais me deram de presente meu primeiro console. Sou fã da saga de Zelda e meu favorito é [The Legend of] Zelda: The Ocarine of Time. Sou uma pessoa ordeira e gosto de cuidar de mim mesmo com o mesmo cuidado que faço meus cosplays.

wcs_2009_italy_003.jpg

 

Cosnet: Como vocês começaram com o cosplay, e há quanto tempo praticam esse hobby?

E: Eu comecei há muito muito tempo... mesmo antes de começar a fazer cosplay, eu já me vestia como meus personagens favoritos só no carnaval, mas em 2000 eu e alguns amigos fomos ao evento mais importante da Itália, o "Lucca Comics & Games" [evento anual que acontece na cidade de Lucca, na região da Toscana]. Foi lá que eu vi com meus próprios olhos o mundo do cosplay no seu início, e tomei a decisão mais importante na minha vida como cosplayer: "eu vou me tornar uma cosplayer!", e aqui estou! Oficialmente eu me tornei uma cosplayer no Lucca Comics & Games 2001, quando fiz a Chii, de Chobits, e isso já faz sete anos!

M: Para mim também, o primeiro evento de cosplay foi o Lucca Comics & Games, mas isso foi em 2004. Estava procurando com meus amigos novas maneiras de nos divertirmos e foi por brincadeira que começamos a fazer cosplay. A propósito, desde o primeiro momento eu dei tudo de mim para o cosplay que se tornaria meu favorito: o Squall. Já no meu segundo cosplay, Kyo Kusanagi, enquanto procurava membros para um grupo de KOF foi que eu encontrei o meu amor.

 

Cosnet: Vocês poderiam nos contar a história de como decidiram participar nas eliminatórias, e como escolheram os cosplays que iriam usar?

E e M: Nós decidimos que iriamos usar esses personagens há dois anos quando vencemos uma competição oficial da Square Enix [empresa que produz os jogos da série Final Fantasy] e ganhamos uma edição de amostra do Final Fantasy XII! Na primeira animação do jogo vimos o casamento, a guerra, o desespero... e nos apaixonamos por aquilo no mesmo instante! Especialmente o vestido de casamento da Ashe e a armadura branca do Rasler! Mas como vocês podem ver essas roupas são muito difíceis, então resolvemos estudá-las com calma para poder fazer direito. Já tinhamos decidido que as eliminatórias de 2008 (para o WCS 2009) seria a última em que iriamos participar, então queriamos mostrar a todos o que REALMENTE podemos fazer! De qualquer forma, a três meses do evento estavamos muito desmoralizados porque a dificuldade desses personagens quase nos fez desistir. Mas juntamos toda nossa força de vontade e trabalhamos neles até a noite antes da competição! E obviamente conseguimos terminar!

 

Cosnet: Vocês normalmente fazem todos os seus cosplays e acessórios sozinhos? Como vocês trabalham para aperfeiçoar suas habilidades e o que os motiva a continuar evoluindo seus dons artísticos?

E e M: Normalmente Elena faz as roupas e Marco os acessórios, nós adoramos fazer tudo sozinhos mas a ajuda e conselhos de nossos amigos são bem vindos e, se você puder guardar um segredo, nós usamos a internet para pesquisar no e-bay e achar as melhores perucas! Mas procuramos trabalhar com diligência em todo o nosso tempo livre, por exemplo para os cosplays que usamos em Roma, nós trabalhamos todos os dias, no intervalo do trabalho e em casa até tarde da noite, e aos domingos trabalhavamos de 8 a 10 horas por dia. Nós adoramos trabalhar juntos e nunca brigamos, só quando encontramos alguma dificuldade no trabalho. Felizmente quando precisamos de ajuda podemos contar com nossos amigos e famílias, eles sempre sabem a coisa certa a fazer. Nós buscamos a perfeição em todos os detalhes, algumas vezes modificamos as roupas de acordo com nossos gostos, em outras mudamos algumas coisas para melhorar o show. Sempre procuramos dar o nosso melhor, mas queremos que cada cosplay tenha o nosso "toque pessoal" e não queremos perder nossa identidade. Acreditamos que a perfeição é o resultado da confiança naquilo que fazemos e nos orgulhamos de fazer algo extraordinário e único.

Cosnet: Essa é a primeira vez que vocês participam das eliminatórias ou já tentaram antes? Se já participaram antes, foi juntos ou com outros parceiros?

M: Da primeira vez a Elena participou com a irmã, mas se você quer mesmo saber tudo, nós estamos no início de nossa relação e não queriamos participar juntos, bem, ainda não. Em 2007 quando nossa relação já estava consolidada, e também formavamos uma dupla de cosplayers nós quisemos participar como Mago Negro e Maga Negra de Yu-Gi-Oh. Naquela ocasião passamos pela pré-seletiva mas decidimos não nos apresentar na seletiva final, porque apesar de não constar nada nas regras, a organização informou que não iria apagar as luzes para nossa apresentação. E nós precisávamos disso para mostrar o efeito real do material de nossas roupas! Elas brilhavam tanto no escuro! No fim foi por causa dessa "má sorte" que decidimos que a seletiva de 2008 seria a nossa última.

>>> Continua na página 2.

{mospagebreak}

.

.

 

Cosnet: A Itália tem uma grande tradição no WCS, sendo um dos primeiros países a participar, em 2003, e os primeiros campeões quando a competição começou em 2005. Como os cosplayers italianos vêem o WCS e o que significa para vocês (cosplayers italianos) participar do WCS?

E e M: Você está certo, a Itália tem uma grande tradição no WCS: 1o lugar em 2005, 3o lugar em 2006 e participante desde 2003. Sem contar as vitórias, os cosplayers italianos sempre impressionaram o público no WCS, e achamos que na Itália é quase uma "regra", ser um ótimo cosplayer e criar um cosplay magnífico, e uma apresentação também magnífica. Atualmente a seletiva na Itália se tornou uma "competição extrema". Para você ter uma idéia de como o WCS é importante para os Italianos, tudo começa um ano antes com a procura pelo "material perfeito" e a "apresentação perfeita", e agora isso já é rotina. Mas o clima é sempre tenso, especialmente algumas semanas antes da competição, muitos cosplayers não contam sobre seus cosplays até o dia da seletiva, e você pode arranjar problemas se tentar descobrir qual é! À parte dessas pessoas que vêem a vitória de uma forma um tanto "maníaca", há muitas e muitas duplas de amigos que usam uma grande parte de seu tempo para fazer algo que eles e o público possam apreciar, e há também duplas que não são muito interessantes. Acho que para nós, assim como todos os cosplayers, italianos ou não, é uma grande honra representar nossos países e deixar orgulhosos nossos compratriotas, dando o melhor de nós, sem esquecer do real significado do WCS: uma grande oportunidade de desafio e de encontro com tantas culturas diferentes graças ao amor pelo cosplay!

 

Cosnet: Vocês podem nos contar um pouco sobre como as eliminatórias na Itália são organizadas?

E e M: Na Itália as eliminatórias estão estruturadas dentro do Romics. Você pode se inscrever pela internet ou no próprio evento (as inscrições pela internet precisam ser confirmadas no evento também), você entrega referências dos personagens, para ajudar os juízes, e então você pode participar das pré-seletivas. Há três turnos de pré-seletivas, no sábado de manhã, sábado à tarde e domingo de manhã, cada uma com até 200 cosplayers. Durante essas pré-seletivas é obrigatório usar os mesmos cosplays que você vai apresentar na seletiva final. Você não pode usar áudio ou música, mas pode apresentar uma pequena parte da sua performance (alguns segundos). Mas a maioria dos cosplayers prefere apenas posar para fotos, porque os juízes estão bem perto e é uma chance para eles verem todos os detalhes do seu cosplay. Terminada essa fase você precisa esperar o primeiro julgamento, e na tarde de domingo os juízes dizem quem passou das pré-seletivas, o número e a ordem de apresentação. É aí que começa a competição real: primeiro o concurso normal do evento, com apresentações individuais e em grupo, e finalmente as duplas. No final, após cinco horas de apresentações (três minutos por grupos ou duplas e 1 minuto para apresentações individuais) o júri composto por 7 ou 10 pessoas (representantes de anos anteriores, um estilista famoso, representantes de editoras, etc) chega a um resultado. Após meia hora, ou uma hora as vezes, enquanto o público é entretido com um show, a premiação começa. Primeiro melhor cosplay masculino, feminino, grupo, etc. E no final os novos representantes para o WCS.

 

Cosnet: Agora que ganharam a eliminatória, o que significa para vocês representar a itália na final japonesa?

E e M: Falando no aspecto pessoal nós esperamos nos divertir, e se ganharmos, bem, vamos ficar muito felizes! Na eliminatória em Roma também levamos a competição de uma forma bem leve, estavamos muito felizes porque tinhamos conseguido terminar nossos cosplays tão difíceis, então já nos sentiamos vitoriosos por dentro! Essa oportunidade de representar a Itália nos motivo a dar o máximo! Queremos que todos continuem a se maravilhar com os cosplayers italianos e para isso fazer cosplays bastante competitivos. No fim a honra e o entusiasmo é o melhor presente que essa oportunidade nos deu, e tudo isso só um mês depois da seletiva! Agora não queremos pensar no grande entusiasmo que vai ser quando estiver mais próxima a final de Nagoya, só queremos dar 200% desde já, para deixar orgulhosos nossos amigos cosplayers!

 

Cosnet: Vocês já estiveram no Japão antes ou essa será sua primeira vez? O que está na sua lista de "tenho que ver" ou "tenho que fazer" no Japão?

E e M: Felizmente essa será a nossa primeira vez no Japão, então vamos poder juntar uma grande viagem com uma grande experiência como cosplayers! E é claro que temos muitas coisas para fazer lá! O que "temos que fazer": comprar muitos video-games raros em Akihabara, fazer comprar em Shibuya e Daikaniama, ir a uma Onsen mista [termas públicas onde homens e mulheres se banham juntos], experimentar um motel em Shinjuku (risos), podemos falar isso no cosplayers.net? Comer um okonomiyaki original e takoyaki também, comprar uma yukata preta (com flores rosas se for possível), e mais... mais MAIS MAIS! O que "temos que ver" lá: Tokyo em primeiro lugar, o Monte Fuji, os templos, um Kappa [animal mitológico que habitaria os rios do Japão], os escritórios da Square Enix e da Nintendo, Kyoto, Okinawa, a Resident Evil Fun-fair, e... bem... muito mais! Mas em primeiro lugar, assim que sairmos do avião e passarmos pela alfândega vamos nos ajoelhar e beijar o solo japonês!

 

Cosnet: E quanto a suas famílias e amigos, o que eles acham a respeito do cosplay, e como eles se sentiram quando souberam da sua vitória? Como eles reagiram às boas notícias?

M: O pai da Elena estava conosco no evento, ele nos apóia todo o tempo e quando fomos anunciados como vencedores ele disse "eu vou para o Japão também!". O resto de nossas famílias está simplesmente FELIZ! Eles ligaram para as TV e rádios locais e no dia seguinte à nossa vitória já eramos as estrelas locais. Antes disso nossas famílias não gostavam muito de cosplay, achavam que era um hobby muito caro e mais nada, mas agora eles são os primeiros a dizer "vamos lá! Vão trabalhar nos seus cosplays para o Japão!" e não reclamam mais quando compramos alguma coisa mais cara. Nossos amigos também sempre nos apóiam! Eles nos ajudam nos momentos mais difíceis e adoram ir conosco aos eventos, naturalmente também de cosplay! Por fim minha irmã é uma doce, meiga e malvada "manager"! Quando estamos atrasados com o trabalho ela já aparece "de chicote em punho" e nos encoraja! E sem esquecer que é nossa tradutora oficial.

 

Cosnet: Para terminar, vocês gostariam de dizer algumas palavras a todos os cosplayers que estão lendo esta entrevista?

E e M: Muito obrigado por nos dar essa oportunidade de falar sobre nós e esperamos não tê-los aborrecido! Se quiserem notícias sobre nossos cosplays para Nagoya ou alguma outra coisa sobre nós, venham ver nosso site: www.cosplay4life.com. Ainda está em construção mas esperamos terminar em pouco tempo! Queremos dizer "boa sorte" às outras duplas escolhidas e também para as duplas que vão participar das eliminatórias! Lembrem-se que em primeiro lugar vocês têm que se divertir! É uma vitória muito mais doce quando você se diverte! Obrigado a todos!

 

{gallery}especiais/wcs2009/wcs_2009_italy{/gallery}

 

Fotos: arquivo pessoal de Elena e Marco.

Last Updated on Tuesday, 11 November 2008 08:42