Home Competições World Cosplay Summit WCS 2009 - Laura e Bereniç - representantes da Espanha

WCS 2009 - Laura e Bereniç - representantes da Espanha

E-mail Print PDF
There are no translations available.

Amigas de infância, cosplayers e representantes da Espanha no World Cosplay Summit 2009, Laura Fernandes e Bereniç Serrano contam nesta entrevista ao Cosplayers.net como se classificaram na seletiva espanhola, falam sobre suas experiências como cosplayers e suas expectativas para a viagem ao Japão.

laura-berenic-01-small.jpgCosplayers.net: Em primeiro lugar, vocês poderiam se apresentar e nos contar um pouco sobre seus interesses e ocupações?

Laura: Olá a todos! Chamo-me Laura, tenho 23 anos e vivo em Barcelona, Espanha. Sou estudante universitária de Direito (estou no último ano) e trabalho como caixa em um banco aos fins de semana e no verão.

Minhas verdadeiras paixões são a música, o cinema, viajar e sobretudo, o Japão e o que ele representa. Sejam mangás ou animês (minhas séries favoritas são Evangelion, Cowboy Bebop, Utena, etc.) ou sua gastronomia e cultura. Também gosto muito do estilo de se vestir da juventude nipônica: tenho muitas roupas no estilo Lolita e adoro usá-las. Mas o que realmente me encanta é o cosplay. Desde pequena já gostava de me fantasiar de princesa ou fada e fazer cosplay me faz lembrar daqueles tempos.

Bereniç: Chamo-me Bereniç Serrano, tenho 22 anos e meu nick é Piruletosa. Também vivo em Barcelona, Espanha. Atualmente estou cursando Belas Artes e realizando estudos de Desenho Industrial. Sou apaixonada pelo mundo das artes e da moda, e claro, também mangá e animê. Meus gostos são muito diversos, desde Paradise Kiss, Bobobo-bo Bo-bobo ou Wolf's Rain.

Mesmo dispondo de pouco tempo livre por fazer dois cursos de uma só vez, sempre que podemos eu e Laura nos juntamos para ir ao karaoke ou comer comida japonesa com nossos amigos.

 

Cosnet: Há quanto tempo vocês fazem cosplay e como começaram?

L: Ambas começamos a fazer cosplay há nove anos: eu tinha 15 anos e a Bereniç, 14. A primeira vez que fomos ao [evento] Salón del Manga de Barcelona descobrimos que havia gente que se vestia como personagens de mangá e a idéia nos encantou. Então, decidimos que no ano seguinte faríamos o mesmo. Nossos primeiros cosplays foram de Kaoru (Rurouni Kenshin) e Chun-Li (Street Fighter). No começo ficamos com um pouco de vergonha, mas quando chegamos e vimos que as pessoas queriam tirar fotos nossas e até fomos filmadas pela televisão, vimos que era muito divertido e que iríamos repetir a dose nos anos seguintes (e tem sido assim até agora).

 

Cosnet: Poderiam nos contar como decidiram participar do WCS e por que escolheram essas personagens para sua apresentação?

B: Sempre gostamos de fazer cosplays de personagens da mesma série e ir ao Salón del Manga de Barcelona. Quando descobrimos que havia um concurso internacional que daria como prêmio uma viagem ao Japão para conhecer cosplayers de todo o mundo não tivemos dúvidas em participar juntas.

Nós crescemos vendo as mesmas séries e gostamos muito de poder nos vestir como nossos personagens favoritos. Sempre gostamos de escolher mangás clássicos, por isso decidimos nos apresentar com Rosa de Versalhes (Versalhes no Bara).

L: A verdade é que os vestidos e roupas dessa série são impressionantes e achamos que ficariam muito bem para apresentar no palco. Eu queria muito interpretar o papel de Oscar, já que é um personagem com muita personalidade.

 

laura-berenic-02-small.jpgCosnet: Essa é a primeira vez que participam de uma eliminatória? Já tentaram outras vezes juntas ou com outros parceiros?

L: Não é a primeira vez que nos apresentamos nas eliminatórias da Espanha. Na verdade é a terceira vez que participamos e sempre concorremos juntas, porque nos conhecemos há muito tempo e temos gostos muito parecidos para escolher os cosplays.

A primeira vez que nos apresentamos, em 2006, fizemos cosplay de Asuka e Shinji de Evangelion. Naquela ocasião construímos dois EVAs de dois metros de altura e fizemos uma coreografia. No ano seguinte escolhemos a série Capitain Harlock, interpretando uma coreografia de luta entre Queen Emeraldas e Kei Yuki, com música de Daft Punk.

 

Cosnet: Vocês mesmas fazem seus cosplays? Com que tipo de materiais vocês preferem trabalhar?

B: Ano após ano, graças à experiência de participar nas eliminatóras do WCS temos aprendido mais sobre costura, tentando escolher e elaborar cosplays mais difíceis. Preferimos trabalhar com roupas de tecido, mas também já utilizamos outros materiais para os acessórios que acompanham os cosplays. Já usamos desde papel cartão, pvc, EVA ou espuma, de acordo com o que o cosplay exigia.

Sempre buscamos a perfeição em nossos cosplays, tentando ser o mais fiel possível ao personagem, além do que uma boa caracterização nos ajuda a entrar nos personagens.

 

Cosnet: Quais as suas espectativas a respeito do Japão, e o que estaria na sua lista de "tenho que ver" ou "tenho que fazer" por lá?

B: A verdade é que não tenho nenhuma espectativa quanto a ganhar o concurso. Eu só quero desfrutar a incrível experiência com que me brindou o WCS, que só se apresenta uma vez na vida. Espero aproveitar o máximo todo o tempo que estiver no Japão. Poder visitar o Castelo de Nagoya, o Museu de Arte Tokugawa, e todos as [lojas] Mandarake (http://en.wikipedia.org/wiki/Mandarake) que pudermos encontrar.

L: Estou muito emocionada porque graças a essa oportunidade vou descobrir as maravilhas do Japão pessoalmente. Tenho certeza que Nagoya é uma cidade linda com muitos encantos e um amigo me recomendou provar suas famosas asinhas de frango ao estilo Nagoya. Também aproveitaremos uns dias para visitar Tóquio.

A respeito do WCS, vou fazer o melhor que puder, demonstrando o amor que tenho pelo cosplay. Estou muito emocionada por poder conhecer os representantes de outros países e trocar opiniões sobre o mundo cosplay.

 

laura-berenic-03-small.jpgCosnet: Como suas famílias e amigos as veem como cosplayers? E como eles reagiram às boas notícias quando vocês venceram as eliminatórias?

B: Desde pequena toda minha família tem me visto correr de um lado para o outro da casa com fantasias ou brincando com as roupas de minhas irmãs mais velhas. Então, já sabiam o que eu tenho dentro de mim. Eles sempre me entenderam e me apoiaram como cosplayer. Sabem que é minha paixão e estão muito orgulhosos de que eu tenha podido chegar tão longe representando meu país no World Cosplay Summit.

L: Tanto minha família quanto meus amigos sabem o quanto nos esforçamos a cada ano para participar nas eliminatórias espanholas, dedicando a isso horas e horas de trabalho. Todos se alegraram muito ao saber que havíamos ganhado e estão nos animando bastante para que possamos dar nosso melhor em Nagoya.

 

Cosnet: Para terminar, gostariam de dizer algumas palavras a todos os cosplayers que estão lendo esta entrevista?

L: Quero incentivar a todos que estejam lendo esta entrevista para que se esforcem dia-a-dia para defender aquilo que amam e apreciam. Infelizmente a palavra cosplay é desconhecida para muita gente em muitos países. Nós, como cosplayers, temos a difícil tarefa de divulgar o cosplay para que seja cada vez mais e mais conhecido por nossa sociedade. Por isso, incentivo a todos que sigam fazendo cosplays e que conquistem todos os seus sonhos, sem se importar com o que as pessoas pensam.

B: Fico encantada de saber que a cada dia somos mais e mais pessoas aficcionadas pelo mundo do cosplay. Pouco a pouco estamos demonstrando às pessoas que se vestir com fantasias não é apenas coisa de criança, que é algo sério e louvável. Gostaria de incentivar as pessoas para que não deixem de se apresentar e participar ano após ano do World Cosplay Summit. É uma experiência muito gratificante.

 

{gallery}especiais/wcs2009/wcs_2009_spain/gallery{/gallery}

 

Fotos: Arquivo pessoal de Laura e Bereniç

Cosplayers mencionados nesta matéria

Last Updated on Thursday, 05 February 2009 01:22