Home Colunas Dani Karasawa Com a agulha no coração - WCS 2008

Com a agulha no coração - WCS 2008

Correo electrónico Imprimir PDF
There are no translations available.

Um final de semana marcante em todos os sentidos e para todas as pessoas que estiveram no Teatro Elis Regina.

{mosimage} Trabalho. Essa palavra resume com uma boa dose de precisão o que aconteceu nestes últimos dias. A Semana Cultural, no Anhembi Parque, foi um momento especial para o Cosplayers.net que esteve envolvido em palestras, workshops e com a exposição, no setor Arte do Pop. Os dias passaram rapidamente e a cada etapa vencida, mais oportunidades e desafios surgiam.

O que nos esperava no sábado, no Teatro Elis Regina, era o fechamento de todas as atividades desse período. Posso dizer que cumprimos com objetividade tudo o que nos propusemos a fazer. Resultado: uma felicidade muito grande e um sentimento de dever cumprido. Arrumamos o lounge do Cosnet rapidamente e aguardamos que os cosplayers utilizassem os serviços. Confesso que não esperava que os cosplayers precisassem da parte de costura e tinha a certeza de que todos estariam prontos, perfeitos e que apenas o estúdio fotográfico seria utilizado.

Mas não foi isso o que aconteceu. Foi muito bom poder ajudar os cosplayers em detalhes preciosos, passar suas roupas, auxiliar na hora de vestir e sustentar detalhes e outros acessórios. Foi muito divertido e gratificante fazer tudo isso. O dia passou voando. O momento das apresentações se aproximava a cada instante e mais coisas aconteciam no backstage.

Até que o momento realmente chegou! Entre um pedido de ajuda aqui e outro ali para os detalhes finais, olhava para o palco e assistia parte das apresentações. Num ângulo diferente, é verdade, mas não menos emocionante.

As apresentações também terminaram e a hora da verdade se aproximava. Neste meio tempo, conversei com o Hyoga e ele me pediu uma opinião sincera. Naquele momento, eu estava entre a bela apresentação dele e da Pandy e a torcida pela Petra e a Aino que estavam lindas em personagens da minha infância. E essas duas apresentações foram assim de tirar o fôlego. Fiquei chocadíssima com as duas e com quase todas as outras apresentações. Ao contrário dos outros anos, não dava, sinceramente, para saber quais duplas formariam o Top 3.

{mosimage} O lounge do Cosnet foi fechado assim que as apresentações começaram. Vi todas as nossas coisas ali e lembrei de todo o dia que se passou. Até que...

Lá estava o anúncio.

Terceiro lugar: o abraço carinhoso entre a Kaoli e o Juno. A apresentação deles é muito fofa e ficou muito bem sacada em Língua Portuguesa. *heart*

Segundo lugar: meu coração ficou apertadinho. Lindos cosplays, apresentação perfeita. Mas deu pra ver que nem elas queriam acreditar que chegaram tão perto e não conseguiram a viagem para o Japão.

Primeiro lugar: o momento mais emocionante. Todos nós deduzíamos qual seria a dupla. É inegável a força e a beleza de uma apresentação tão bem sincronizada e com um robô "com rebolado" e 2,60 m de altura. Foi lindo, lindo mesmo ver e ouvir a emoção do Hyoga e da Pandy. Ver o Hyoga quase atropelando todos os outros concorrentes com seu Jango, tirando a parte de cima da armadura para gritar ainda mais. Os gritos da Pandy e a emoção da irmã do Hyoga ali embaixo, no palco, chorando copiosamente. Não teve como segurar as lágrimas. Foi lindo demais!

Concursos de cosplay são basicamente isso: uma emoção muito grande, permeada por lágrimas de alegria e tristeza.

Última actualización el Miércoles 25 de Junio de 2008 18:17