Home Competições Yamato Cosplay Cup YCC 2010 - Mudanças nas regras da competição

YCC 2010 - Mudanças nas regras da competição

E-mail Imprimir PDF
Organização da Yamato Cosplay Cup divulga pacote com 20 mudanças nas regras da competição.

Foi divulgado hoje pela organização da YCC um conjunto de mudanças nas regras da competição, cobrindo uma vasta gama de detalhes, desde atribuição de notas aos cosplayers, passando por novas regras para as apresentações e até a designação de quartos no hotel e punições para desentendimentos pessoais entre os competidores.

Algumas das regras foram claramente alteradas para endereçar problemas ocorridos este ano, como por exemplo a necessidade dos cosplayers manterem consigo uma cópia dos CDs ou DVDs de suas apresentações - visto que alguns CDs foram extraviados durante as apresentações na final de 2009.

Outras mudanças tratam da forma como os cosplayers serão avaliados, com destaque para o ítem que fala sobre as notas na categoria Desfile, que passam a considerar todos os acessórios usados nas categorias Livre e Tradicional. Outra mudança importante na avaliação será o descarte da maior e menor nota para cada cosplayer durante a apuração das médias e a possibilidade dos juízes atribuirem notas com intervalos de 0,01 ponto, e não 0,25 como aconteceu na última edição.

Entre todas as novas regras porém, uma das que mais chama a atenção é a que trata da obrigatoriedade dos juízes de assinar um termo de compromisso com a organização da YCC, onde se comprometem a não divulgar ou comentar sobre os concorrentes ou suas notas com quem quer que seja.

Veja a transcrição completa do conjunto de mudanças nas regras da YCC.

1. A Yamato continuará mantendo nove juízes avaliando os competidores. No entanto, a coordenação vai excluir a menor e a maior nota e somente sete serão usadas para tirar a média final do competidor.

2. Os juízes assinarão um termo de compromisso, onde se comprometem com a organização do evento a não divulgar as notas (suas ou de outros juízes) e nem comentar o resultado ou os competidores publicamente em qualquer tipo de mídia.

3. O competidor deverá entregar para a coordenação um CD que rode em qualquer aparelho, não podendo ser utilizado a gravação em MP3. Caso utilize o telão, deverá entregar um DVD com a apresentação, que rode automaticamente em qualquer aparelho comum de DVD. Neste caso ainda o DVD deve conter a imagem E o áudio; mas deve ser entregue ainda um CD adicional só com o áudio.

4. O cosplayer deve guardar em SEU poder até o final da competição uma cópia reserva de TODOS os CDs e DVDs caso ocorra algum extravio ou falha dos que estão em poder da organização do concurso.

5. O cosplayer será avaliado na categoria tradicional pela fidelidade ao personagem, podendo sim adaptar o contexto da apresentação, como cantar uma música criada por ele com base no personagem. No entanto, não poderá misturar a roupa de um filme com uma cena do mesmo personagem em um desenho, por exemplo.

6. Na categoria “desfile” o cosplayer será avaliado por TODAS as roupas e acessórios que utilizar durante o concurso, inclusive na categoria LIVRE. Assim sendo esta será a última nota que o competidor irá receber. Serão avaliados também acessórios que por ventura tenham sido mal colocados e cair ou se extraviarem.

7. Na categoria livre, o cosplayer deverá ser fiel ao personagem que está interpretando, fazendo algo inusitado mas dentro do contexto dele. Não pode, por exemplo, vestir uma roupa de Sakura e na livre interpretar a Xuxa. Deve-se seguir a história e os trajetos do personagem apresentado em seu roteiro.

8. O Cosplayer não poderá mudar o que foi previamente enviado no roteiro para a coordenação. Se o competidor escreve no roteiro que vai “cantar uma música na categoria livre” e fizer outro tipo de apresentação, a coordenação descontará pontos dele e os juízes também estão autorizados a diminuírem a nota, pois o resultado apresentado não estará condizente a referência que eles terão nas mãos.

9. O competidor deve obrigatoriamente apresentar-se na categoria livre com pelo menos uma das roupas que utilizou na categoria tradicional. A penalidade para quem não fizer isto aumentará a partir de agora para menos dois pontos.

10. O competidor deve obrigatoriamente usar o mesmo PERSONAGEM nas duas apresentações. Não podendo fazer cosplay de “Chespirito”, por exemplo, e interpretar o “Chaves” na tradicional e o “Chapolin” na livre. O cosplayer que fizer isto será desclassificado e terá sua pontuação zerada.

11. O cosplayer que tiver sua pontuação final zerada, seja por razão das regras do evento ou por ter faltado no dia da final, ficará proibido de se classificar para novas seletivas do Yamato Cosplay Cup no prazo de UM ANO.

12. A idade mínima para participar do YCC agora é de 18 anos, sendo assim não serão mais aceitos acompanhantes (ou staffs pessoais) no hotel, na van que faz o traslado ou nos jantares oficiais da competição. Cada acompanhante que quiser vir para a final com o competidor deve procurar por sua própria conta hospedagem e transporte.

13. É proibido ao cosplayers agir de forma imprudente enquanto estiver nas dependência do hotel, não podendo ficar nos corredores do mesmo, ligar aparelhos elétricos que emitam barulhos altos ou que estragem qualquer mobília ou posse do hotel. Visamos também que é necessário que todos no quarto do cosplayer estejam de acordo com toda as atitudes tomadas para que haja uma melhor harmonia entre todos.

14. Os custos por excesso de peso no embarque/desembarque por causa de itens pessoais – cosplays, roupas etc. – deverão ser arcadas pelo proprietário da bagagem. ATENÇÃO: O cosplayer deverá trazer apenas bagagem na qual ele e mais um staff (pessoal ou do evento) possam carregar em uma única viagem, entre os translado do hotel ao evento, e do evento para o palco.

15. Os quartos serão sorteados dias antes pela organização da Yamato Corp, e serão sigilosos, até o momento de entregar as chaves dos quartos aos participantes, é expressamente proibido trocar os integrantes dos quartos, a não ser em caso de incompatibilidade com o outro cosplayer.

16. É expressamente proibido o acompanhante ou o cosplayer finalista vender seus ingressos por direito, quem for pego no ato, será punido com perda de 1 (um) ponto pela atitude desportiva.

17. Os juízes agora poderão dar notas com intervalos de 0,01 e não mais 0,25. Assim aumentará a competitividade da competição. As notas serão entre 1 e 10. Os juízes que derem notas entre 1 e 3 e entre 8 e 10, deverão justificar suas notas.

18. O participante que ofender outro competidor diretamente ou indiretamente (através de seu staff pessoal) perderá um ponto pela atitude desportiva. Dependendo da gravidade da ofensa ele poderá ser desclassificado.

19. As notas de "desfile" serão aplicadas somente na categoria individual e não em grupo ou dupla.

20. Em caso de empate serão desconsideradas as notas de "desfile" e as penalidades para definir o vencedor. Caso o empate se mantenha, os nove juízes realizarão uma votação para definir o vencedor.

 

Fonte: Yamato Comunicações.